CZ | DA | DE | EL | EN | ES | ET | FI | FR | HU | IT | LT | LV | MT | NL | PL | PT | SK | SL | SV    
SOBRE | ENERGIA | NOTICIAS | CHATS | ACTIVIDADES | CONCURSO |
Página inicial » Chats » O plástico biodegradável é melhor para o ambiente?

O plástico biodegradável é melhor para o ambiente?


O lixo é um problema com um impacto social e ambiental muito negativo. Há quem considere que um meio de lidar com este problema é utilizar o plástico biodegradável, como uma solução amiga do ambiente para certas coisas, como os sacos de plástico. À primeira vista pode parecer aceitável, mas será realmente melhor para o ambiente?

O lixo é fundamentalmente um problema de comportamentos irresponsáveis, e que deve ser tratado mais pela mudança de atitudes das pessoas do que pela alteração dos produtos que são deitados fora. A criação de produtos biodegradáveis pode de facto piorar o problema do lixo, porque leva as pessoas a pensar que é correcto deitar fora recursos com valor como o plástico. Por exemplo, um saco de plástico biodegradável, que se deita fora para a valeta, leva anos a desaparecer e, no entanto, há quem pense que dura apenas alguns dias. Até mesmo uma casca de banana, quando deitada fora, necessita de 1 a 3 anos e é biodegradável!

Acrescenta-se ainda, que o plástico biodegradável requer condições específicas para poder degradar-se correctamente (micro organismos, temperatura, e humidade) e, se não houver um grande cuidado em manejá-lo, pode tornar-se para o ambiente pior do que o plástico convencional. Quando o plástico biodegradável é lançado numa lixeira, o que em todo o caso deve ser sempre evitado, produz gases com efeito de estufa ao degradar-se.

O que significa plástico biodegradável? É plástico que pode ser degradado por micro-organismos (bactérias ou fungos) na água, dióxido de carbono (CO2) e algum material biológico. É importante reconhecer que o plástico biodegradável não é necessariamente produzido por material biológico, ou seja, por plantas. Vários plásticos biodegradáveis são igualmente produzidos a partir do petróleo como os convencionais.

Então para que é que o plástico biodegradável é bom? Por princípio o plástico tem valor pela sua capacidade de criar produtos resistentes e duráveis (por exemplo na embalagem de produtos alimentares, no transporte e construção civil).  A biodegradabilidade deve, pois, ser encarada como   uma funcionalidade adicional, quando a sua aplicação exige uma forma barata de destruição do produto, depois de ter cumprido a sua função (por exemplo para embalagem e protecção de alimentos e para os manter frescos). Exemplos de produtos biodegradáveis úteis são:

  • Embalagem de alimentos – embalagem que pode ser decomposta conjuntamente com o seu conteúdo, quando o produto termina a data de validade ou se deteriora
  • Agricultura – lâminas de plástico que podem ser misturadas na terra com o composto e as sementes
  • Medicina – suturas absorvíveis; pequenos dispositivos contendo medicamentos, que se desfazem no interior do corpo

A capacidade de ser biodegradável é uma propriedade material que depende muito das circunstâncias do ambiente biológico (o corpo humano é diferente do solo). Considerando isto, poder-se-ia dizer que fazer um produto, como um saco de plástico compostável, não faz muito sentido porque esta capacidade de se biodegradar não resolve a questão do lixo (condições diferentes no compostor e no solo).

Para concluir, é errado centrar a atenção em descobrir formas para, em nome da protecção do ambiente, ser mais fácil deitar fora. O plástico biodegradável é um material útil e interessante, mas só deve ser utilizado quando oferecer vantagens para um determinado produto. A melhor maneira de salvar o planeta é poupar energia e desenvolver meios de reciclar e recuperar todo o plástico.

Páginas relacionadas:

Chat 6: “Futuras fontes de energia” ou “A Guerra ao saco de plástico”